Seja fit gastando pouco

Muita gente fala que ter uma alimentação saudável é caro, mas eu discordo. É que várias dessas pessoas focam nos produtos industrializados com preços altos, como o xilitol, stevia, farinha integral, leite de amêndoas, etc, ou itens mais raros e por isso, mais caros, como a pitaya, por exemplo. Mas tudo é adaptação.

Para comer bem, basta focar em alimentos naturais, que você encontra nas hortas, sacolões, feiras e supermercados, como verduras, legumes, frutas, arroz e feijão. Eles são bem acessíveis, principalmente se seguir as dicas abaixo. Além disso, há algumas ações que você pode tomar para economizar e ser fit ao mesmo tempo. Confira!

Seja fit gastando pouco

1) Leve sua marmita: Não fique com vergonha! Se no seu trabalho há como levar marmita, leve! Prepare as refeições um tempo antes (o que for mais fácil para você) e depois, se organize. Há quem congele alguns itens e depois só distribua nos recipientes. Isso, além de fazer você economizar por não ir em restaurantes, ainda faz você seguir seu plano alimentar de forma mais certinha;

2) Alimentos da época: Compre frutas, verduras e legumes da época. Eles serão mais fresquinhos, com menos agrotóxicos e mais baratos;

3) Maior quantidade: Os planos alimentares fazem com que a gente repita os alimentos, muitas vezes. Se você conseguir comprar os itens em maior quantidade, tipo uma caixa de barrinhas de cereal, por exemplo, ao invés de apenas 3 por vez, com certeza sairá mais em conta. Dá para comprar alimentos naturais assim nos grandes mercados. Aí é só dividir com parentes e vizinhos para que não percam;

4) Mercados ao invés de supermercados: Os supermercados são maravilhosos e práticos, mas em alguns momentos é melhor compras itens à granel em mercados. Pode sair por um valor melhor;

5) De olho nas ofertas: Pesquise bastante para achar ofertas. Muitas vezes, de um estabelecimento para outro o valor pode ter muita variação. Para quem é de BH, tem até um aplicativo que pesquisa pra gente, o ComOferta. Se não for daqui, veja se na sua cidade tem algum aplicativo parecido para facilitar;

6) Reveja hábitos: Algumas coisas que comemos e bebemos na rua podem sair muito mais caras do que se a gente levar ou se alimentar de forma saudável. Pense bem no que você anda consumindo por aí! Além disso, algumas coisas são fáceis de carregar na bolsa ou mochila e evitam que você gaste, como água, barrinhas, mix de nuts, uma fruta…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s