De 5 a 18k | Como aumentei minha distância na corrida

Fazendo uma retrospectiva das corridas que participei ao longo da vida e, mais precisamente, esse ano até o mês de agosto, eu só tinha feito provas com distância de 5k e duas exceções de 12 e depois, 10k. Em um belo dia, cismei de fazer a Volta Internacional da Pampulha, uma corrida muito tradicional aqui de Belo Horizonte. O problema? Ela acontece na orla da Lagoa da Pampulha, que tem, pasme, 18k! É, a missão era bem desafiadora… 😀

Pois bem. No dia 08 de dezembro de 2019, domingo passado, eu consegui! Fiz esse percurso sem parar, sem deixar de correr um só minuto e com um tempo inferior ao que estava no planejamento (1h57min). Foi uma vitória! Fiquei muito emocionada e grata do início ao fim por ter conseguido cumprir meu objetivo. E não foi só o dia que foi incrível, mas a preparação para chegar lá. Falando nisso, para me preparar, adotei algumas estratégias. Vou compartilhar algumas por aqui!

Preparação para sair dos 5 e chegar aos 18k

  • Acreditar: Pode parecer óbvio, mas no começo, tive dúvidas se conseguiria. Afinal, era uma diferença muito grande, algo que nunca tinha feito antes e não sabia se teria condições ou não de cumprir. Então, tive que trabalhar minha mente para entender que, com uma boa preparação, eu seria capaz de vencer esse desafio;
  • Assessoria esportiva: Os treinos criados pelo meu treinador, Fillipe Biancardi da BHRace, foram imprescindíveis para que conseguisse alcançar meu objetivo. Esse preparou três treinos por semana, durante mais ou menos três meses. Para que eu tivesse um bom desempenho e evolução, os treinamentos trabalhavam meu ritmo, força, recuperação e outros quesitos;
  • Alimentação: Busquei me alimentar bem, de forma saudável, mas sem neura durante o período de preparação. Também evitei o álcool, que prejudica os treinamentos;
  • Descanso: As horas de sono foram muito valorizadas nos últimos 3 meses. Notei que uma das coisas que mais impactavam no meu desempenho era o descanso suficiente. Quando dormia mal, treinava mal. Fora que, uma boa noite de sono ajuda para a produção dos hormônios, recuperação e crescimento muscular;
  • Musculação: Quem corre não deve negligenciar os treinos de força. Eles são importantes, com moderação, para manter o nosso corpo forte e livre de lesões;
  • Hidratação: Na semana da prova, principalmente, é fundamental que o atleta beba uma grande quantidade de água (o suficiente para o seu peso) para se manter hidratado na corrida. A hidratação não deve ser feita somente no dia, mas reforçada um tempo antes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s