Cafeína pode atrapalhar o emagrecimento?

Você gosta de café? Eu amo! Gosto do cheiro, do gosto, dos momentos que a bebida mais consumida pelos brasileiros, depois da água, nos proporciona… Também acho muito legal toda a cultura que cerca o grão. Se pesquisarem, vão ver o quanto é lindo o trabalho dos cafeicultores e quantas histórias ricas eles colecionaram com essa tradição. Por isso, o post de hoje não é para falar mal do “cafezinho nosso de cada dia”, mas sim, para alertar sobre o seu consumo excessivo e esclarecer algumas dúvidas, de acordo com diversas linhas de estudos.

Conhecemos bem a frase antiga que diz “todo excesso” é nocivo. Com base nisso, já é, perfeitamente, possível entender que ultrapassar a quantidade recomendada (de duas a três xícaras por dia), ou mesmo, não se observar e ingerir muitas xícaras ao longo do dia, pode trazer malefícios. Confira abaixo algumas respostas aos nossos questinaomentos:

  1. Café atrapalha o emagrecimento?

Pode ser que sim. Primeiramente, há aquelas pessoas que não conseguem tomar um cafezinho sem adoçar com açúcar. Como o emagrecimento está muito ligado ao déficit calórico, pode ser que a ingestão de muitos cafés ao longo do dia prejudique no balanço final.

Outro ponto a se observar é que, há quem abuse do consumo de cafeína não só na bebida mesmo, mas em termogênicos, energéticos, chá-preto, chá-verde, chá-mate, chocolate e guaraná, por exemplo. Se a gente juntar todo o consumo em um dia, pode ser que a gente extrapole a quantidade ideal e acabe com um hiper estímulo. Ao estimular muito, as nossas células acabam tendo resistência (mais precisamente, “resistência catecolaminérgica”) aos hormônios adrenalina e noradrenalina, que estão envolvidos na queima de gordura. Resultado? Quando a gente treina e libera esses hormônios, por conta da resistência nas células, não conseguimos queimar as tais gordurinhas do corpo.

O segredo é ter equilíbrio e não exagerar.

2. Como saber se a cafeína me faz mal?

Cada pessoa é de um jeito. Umas administram bem várias doses de cafeína, enquanto outras chegam a ter insônia, falta de foco, dores de cabeça, refluxo e azia. Portanto, é importante que a gente comece a se observar.

Estamos, cada vez mais, desconectados com o nosso corpo. Achamos que qualquer sintoma é normal ou, se nos incomoda demais, tratamos logo de nos automedicar. Só que isso não é legal. É fundamental que a gente aprenda a perceber as reações do nosso organismo. Desta forma, se quiser saber se a cafeína te faz mal, experimente ficar um período sem ela, tipo uma semana, e depois volte. Então, compare as sensações. Só assim você saberá se é algo bom para você ou não.

3. Como substituir?

Se quiser reduzir o consumo ou cortar, há diversos chás bastante benéficos para o funcionamento do corpo. Para escolher as opções ideais, é importante se ouvir também e perceber o que você está precisando nesse momento. Se é para se acalmar, a camomila pode ser uma boa alternativa; já se quiser aumentar a sua capacidade digestiva antes do almoço, o chá de gengibre é bem-vindo. Mais uma vez, preste atenção em você!

4. Quais os melhores horários para beber um cafezinho ou outros alimentos com cafeína?

Algumas pessoas não sentem nada se tomar uma xícara de café antes de dormir, enquanto outras, vão varar a madrugada:

“Com o público em geral, especialmente entre quem tem dificuldades para dormir, esses alimentos podem afetar o começo ou a qualidade do sono, e precisam ser restringidos cinco horas antes de dormir. Ou seja, se a pessoa tiver por hábito dormir às 22 horas, é indicado evitar alimentos com chocolate depois das 17h. Café precisa de ainda mais tempo, e deve-se evitar o consumo depois das 15h.”
Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/saude-e-bem-estar/ate-que-horas-voce-pode-tomar-cafe-para-uma-boa-noite-de-sono/
Copyright © 2020, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.
]

Outro ponto de vista está no livro livro The Women’s Health Body Clock Diet (“A Dieta do Relógio para um Corpo Feminino Saudável”, em tradução livre), da nutricionista Laura Cipullo. Segundo a especialista, ao acordar, o nosso corpo já estará produzindo bastante cortisol, o que nos deixa mais agitados e alertas. Portanto, pode ser interessante ingerir alimentos com cafeína um pouco depois de acordar: “se você costuma acordar entre 6h e 8h da manhã, um bom horário para tomar café é entre 9h e 11h.”. Assim, conseguirá o efeito de se manter desperta(o) e não, excessivamente agitada(o).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s