Máscara para a prática de esportes | Conheça

Em tempos de pandemia, o uso da máscara de proteção facial se tornou fundamental e, em algumas cidades, até, obrigatória. Porém, para os praticantes de atividade física, o uso desse acessório pode ser incômodo e ainda, prejudicar o desempenho dos atletas. Veja o que é possível fazer para amenizar a sensação desagradável.

O que acontece quando usamos máscara para nos exercitar

Primeiramente, é interessante saber o que acontece no organismo quando alguém se exercita com a máscara.

Por ser um item que abafa a respiração, é comum que surja um estranhamento, mas mais do que isso, o usuário, ao praticar exercícios mais intensos, pode sentir mais cansaço. Isso ocorre, pois há uma maior produção de CO², que pode ficar acumulado na máscara, prejudicando as trocas gasosas. Consequentemente, o praticante pode ter seu desempenho diminuído.

Outra queixa que surge é o excesso de umidade gerado pelo suor e ainda, pelas secreções nasais, que podem ocorrer durante a prática.

Qual é a melhor máscara?

Se for usar uma máscara caseira, o ideal é que ela seja de algodão, pois esse material chega a ter mais eficácia na filtragem do ar do que outros materiais e, assim, evitar contaminações. No entanto, já existem máscaras próprias para a prática esportiva no mercado.

Esse modelo possui um filtro descartável com eficiência de 96%, percentual maior do que o do material usado em máscaras hospitalares N95. Por ser anatômica e sem costura, também oferece mais conforto para os atletas. É indicada para correr, pedalar, fazer caminhadas…

Juntamente com essa máscara, é interessante adquirir os kits com filtros para que sejam trocados com o uso. Lembrando que, ela é lavável.

Outros cuidados

Além do uso da máscara de proteção esportiva, é indicado praticar o distanciamento dos outros praticantes, que varia conforme a modalidade. Segundo pesquisadores da Universidade Tecnológica de Eindhoven, na Holanda, e da Universidade Católica de Leuven (KU Leuven), na Bélgica, os atletas que não usam essa barreira podem espalhar os vírus, quando doentes, pré-sintomáticos ou assintomáticos, no ar e que, para a segurança de todos, o ideal é que a gente aumente a distância das pessoas da seguinte forma:

Manter 5 metros de distância ao caminhar a 4 km/h
Manter uma distância de 10 metros ao correr a 14 km/h
Manter uma distância de 20 metros ao pedalar a 30 km/h

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s