Novos rumos | Como descobrir o seu propósito

Há mais ou menos 10 anos, li um livro indicado pela Cris Guerra em uma palestra. Era o “O Óbvio que Ignoramos”, do escritor e jornalista Jacob Pétry. Nele, o autor fala sobre os nossos dons e propósito, temas que muitas pessoas se questionam, mas que, como o próprio nome da obra dá a entender, é “óbvio” e, por ser tão banal, chegam a ignorar. Foi com essa reflexão que concluí há algum tempo que, realmente, tinha escolhido a área certa ao optar pela Comunicação no vestibular, lá em 2005 (cá estou eu relevando a idade, risos).

Sempre amei escrever e me comunicar com todos. Desde muito nova, tive cadernos de textos, minhas matérias preferidas eram português, redação, história e geografia. Ou seja, tudo o que me fazia conectar com o mundo e as palavras. Confesso que, nem foi difícil escolher as Relações Públicas e, por haver tamanha conexão, nunca me arrependi. Muito pelo contrário! Sou apaixonada pela minha carreira, pelo que construí e pelos conhecimentos adquiridos por meio dela, tais como: comunicação interna, organização de eventos, relacionamento com a comunidade, gestão de redes sociais, marketing digital, etc. Tudo isso ainda se faz presente em minha vida e continuará fazendo parte. Porém, o que aprendi na leitura desse livro me fez refletir que também gosto muito da área da saúde. Por mais que não praticasse esportes com afinco por falta de incentivo e oportunidades, guardava recortes de revistas da época de adolescência (alô, Capricho e Atrevida!) com matérias relacionadas à boa alimentação e exercícios, assistia aos programas esportivos e acompanhava futebol, vôlei, natação, entre outros. Nos últimos 6 anos então, passei a me exercitar e me encantei de vez pela atividade física! Foi aí que, mais uma vez, tive um insight que me conectou com o meu “eu” de antigamente.

Trabalhei a ideia na minha mente. Afinal, tive que me desfazer de crenças, como “estou velha para começar outra faculdade”, “amo estudar, mas que preguiça de passar por isso de novo”, “já estou na Comunicação há mais de 10 anos, por que ir para outro lado?”… Bem, substituí tudo isso por: “não existe tempo certo”, “estamos aqui para aprender e evoluir” e “não há conhecimento perdido, o que tive de instrução na comunicação vai se fundir com a nova escolha”.

É assim que começo a graduação de Educação Física. 🙂 E, me permito dar não só um, mas quatro conselhos a todos que não se encontraram ainda ou que têm medo de arriscar o novo:

1) Revisitem mentalmente o passado de vocês! O que vocês queriam ser quando eram crianças? E na adolescência?

2) O que vocês fazem tão bem, que todos elogiam, mas que acham que é bobagem? Tipo, “nossa, você é tão bom em ensinar!” e você acha que é tranquilo, que não é um dom. São coisas assim que, normalmente, têm a ver com o nosso propósito;

3) Não somos velhos demais para nada. Não sabemos, de fato, o que estamos fazendo na Terra e nem por quanto tempo ficaremos. Aproveite para fazer tudo aquilo que pode te aproximar da vida ideal para você. Aprenda mais, trabalhe no seu autoconhecimento, preocupe-se em se tornar um ser humano melhor a cada dia…

4) Leia o livro O Óbvio que Ignoramos para ter mais conteúdo a respeito disso tudo o que falei. Nada melhor do que o ponto de vista do próprio autor sobre a mensagem que quis passar.

Espero ter ajudado! E bora lá para mais um curso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s