Parei de tomar anticoncepcional, e agora?

Hoje quero compartilhar com você um relato pessoal… Aos 17 anos, comecei a tomar anticoncepcional. Na época, tinha muita acne no rosto e nas costas, algo que me incomodava muito, ainda mais na adolescência, que já é um período difícil para muitos.

Pois bem. Sem muita informação, a pílula foi o melhor meio que encontrei para minimizar esse problema e, também, para atuar como contraceptivo.

Os anos foram se passando e eu não percebia bem os efeitos que tomar essa medicação por muito tempo poderiam me causar. Porém, com mais ou menos 12 ano de uso, comecei a ter melasma, um tipo de mancha no rosto. Depois, observei que estava ficando muito cansada com os treinos que eu sempre fazia. Percebi também uma falta de energia, de libido, pouca lubrificação vaginal e dificuldade em ganhar massa muscular. Também já tinha ouvido falar nos riscos de trombose para quem usava esse método contraceptivo hormonal. No entanto, a gota d’água foi quando passei a me aprofundar na jornada do autoconhecimento e percebi que conhecer o meu ciclo menstrual, algo que não existe quando se toma anticoncepcional, era fundamental para me entender e saber quem eu era de verdade.

Conclusão, decidi que ia começar 2020 sem a pílula, sem hormônios artificiais e com o meu corpo funcionando naturalmente. Após 14 anos, não foi fácil decidir isso. Até porque, já tinha ouvido falar sobre os diversos efeitos-rebote que o organismo poderia sofrer, como mais acne, queda de cabelo, menstruação desregulada, etc.

Para ajudar outras pessoas que também pensam em tomar essa atitude de parar com o anticoncepcional, gravei um vídeo no qual explico todo o meu processo, sintomas, vantagens e desvantagens. É preciso salientar que não estou incentivando ninguém a nada. Essa é uma experiência pessoal, única e intransferível. Também acho fundamental conversar com o(a) seu/sua ginecologista antes para ver outras opções não-hormonais e estudar o que é melhor para você, assim como eu decidi o que era melhor para mim. Te indico ainda que veja muitas opiniões antes de formar a sua. Estudar e ter conhecimento é o mais importante para fazer as melhores escolhas.

Dito isso, segue o vídeo 🙂

Se você curtir esse conteúdo, me conta que vou gravar um novo vídeo contando sobre outras coisas que me ajudaram a reduzir os efeitos após parar de usar esse método e quais são as outras opções contraceptivas que considero como as melhores no momento. Vamos trocar figurinhas sobre isso! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s